21 de jun de 2011

Conto: O refrigerante


Você já se deparou com a situação que você compra um refrigerante, uma água ou qualquer outro produto que vem em uma garrafa pet e simplesmente não consegue abrir a garrafa? Pois é, isso aconteceu com Maria esta semana.


Maria colocou uma pizza no forno e pensou, que coisa melhor para acompanhar uma pizza do que um refrigerante bem gelado. Nesse intuito dirigiu-se à geladeira, pegou o refrigerante, segurou na tampa, tentou girar e nada. Maria pensou: não é possível que eu esteja assim tão fraca. Tentou novamente e nada. Resolveu então pegar uma faca e cortar o lacre de segurança imaginando que esse fosse o problema, mas mesmo assim nada da danada da garrafa abrir.
A menina chamou todo mundo em casa para lhe ajudar e ninguém foi capaz de abrir. Já em desespero sedenta por aquele refrigerante, que já estava até ficando quente, ela foi procurar no google se alguém tinha alguma dica de como abrir uma garrafa pet, mas a situação pareceu muito esdrúxula até mesmo para o google, que não retornou nenhuma opção condizente com a  necessidade da garota.
Então, ela voltou e continuou tentando, mas tudo que conseguiu foi assar a mão e rancar um tampo do dedo, com aquela garrafa assassina.
Quanto deve custar uma garrafa de refrigerante 2L? - pensou Maria.  E continuou a divagar:  Uns 2 reais talvez? Pode ser até um produto barato, mas quando compramos um produto, a idéia mais lógica é que queremos consumi-lo. E talvez aqui caiba a idéia do homem médio, a garrafa deveria ser projetada para uma pessoa normal poder abri-la, mas aquela garrafa eu acho que nem macumba abriria. Pode até parecer engraçado quando a gente conta para os amigos, mas no fundo, no fundo foi até bom. Afinal: refrigerante dá celulite.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...