22 de nov de 2012

Erros da Samy: Comentários


Responder comentários é algo super importante, por que é uma das coisas que gera a tão amada interação e faz com que quem assiste perceba que somos reais e não apenas uma imagem no computador, que ouvimos o que eles tem a dizer e que nos importamos. Entretanto, peco muito nesse sentido.  
Muitas vezes não respondo os comentários simplesmente por que não sei o que responder, mas reparei que sempre respondo comentários negativos. 
Não os negativos com conteúdo, que tem motivo e coerência, mas aqueles típicos de trolls que não somam em nada. Sad :(, eu sei. Eu devia dar privilégio aos positivos por que eles são os que fazem a diferença e é um forma de retribuir todo o carinho que recebo, mas quando chega um negativo troll eu fico com tanta pena de quem escreveu que acabo dando atenção e retribuindo o comentário por que acho que a pessoa precisa de muito amor e carinho. Já tive histórias engraçadas com isso onde a pessoa me xingava toda e depois que eu respondi com carinho passou a gostar de mim, assistir meus vídeos e virou fã. :D




Enfim, costumo postergar loucamente os outros comentário e acabo respondendo alguma semanas ou até um mês depois (shame on me!). Muitas vezes a pessoa nem lembra mais que comentou no vídeo e isso inviabiliza a possível interação, pois o público nem lembra mais sobre o que era seu vídeo. Acho que a melhor ora de responder um comentário é assim que ele é postado, então é sempre bom  reservar um tempo ainda online para responder logo após upar um vídeo.




Como melhorar? Pensei em fazer posts aqui no blog mostrando e comentando alguns dos comentários que recebo (bons e ruins), pensando que talvez assim, além conseguir conteúdo pro blog, isso me levaria a responder mais os comentários. Mas realmente não sei se faria sentindo ou se ficariam apenas comentários soltos e sem propósito. Mas vou fazer um teste e ver como a coisa anda e definitivamente tentarei responder os comentário assim que eles aparecem.

Não posso deixar de comentar que  tirei a ideia de postar comentário no blog a partir de um blog hilário que é o Divasca. Minha abordagem com as pessoas seria (e sempre que eu respondo acaba sendo) totalmente diferente da do autor do blog, mas no final gera risadas também e coisas para se pensar, então está valendo. 


#1 Parque de diversões

Esse comentário foi da época do auge da trollagem, onde um grande número de  pessoas tinham como diversão trollar os vídeos alheios sem nenhum argumento válido (acredito que hoje em dia ainda existem pessoas assim, mas a moda passou e o número caiu bastante). Não vou dizer que o vídeo trollado foi bom, não foi, só não entendia por que a pessoas se incomodavam tanto com vídeo. Nunca irei entender. 

Troll: Vai continuar parecendo um desenho animado pra criança de 2 anos, onde a vida é um parque de diversões?
Samy: Se pareço "um desenho animado pra criança de 2 anos, onde a vida é um parque de diversões", ótimo! Adoro parque de diversões!! hahahahah 

Não entendo pessoas que se incomodam com pessoas muitos felizes. Qual o problema em ser feliz? Já ouvi argumentos do tipo "parece forçado", "a vida não é feliz 100% do tempo". Acredito você faz a sua felicidade e você escolhe como quer ver as coisas a sua volta.  

É meio estranho dizer que alguém é sempre feliz. Existem alguém que você passa 24h colado para saber que ela não ficou triste nem por 10 minutos? A vida não é perfeita (ela dá muitas rasteiras e tem muita coisa feia e ruim), não existe ninguém que fique feliz 100% do tempo, mas a diferença é que a pessoa tem a escolha de permanecer triste quando algo ruim acontece ou não. 
Ser feliz é plus que me faz muito bem, reclamar não muda em nada uma má situação, e ser feliz pode até talvez não ajudar, mas evita stress e rugas. Eu também fico triste e desanimada, é normal do ser humano, mas tenho muito mais ânimo de mudar a minha realidade cinza quando coloco um pouco de cor nela. Quando estou triste não tenho ânimo de fazer nada. Quero continuar triste? Não! (acho que ninguém fica triste por que quer, mas permanecer assim é uma escolha) Como posso fazer para ter ânimo de mudar o que me faz mal? Ficando feliz, vendo o lado positivo, acreditando que a vida também tem coisas boas e como dizia a minha avó  só para a morte que não há remédio. Isso me anima, isso me motiva. Então sim, serei feliz o máximo que conseguir, serei boba-alegre, farei piadas bestas, viverei no meu parque de diversões, por que funciona pra mim (e não gasto dinheiro com anti-rugas rs). 

Deixa eu ir ali dar uma voltinha na roda gigante! :)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...