19 de fev de 2014

Pare de reclamar agora!


Não sei se sou eu ou se é a idade chegando (eu sempre vou por a culpa na idade), mas tenho me sentido uma velha chata. Não que esteja me sentindo velha apesar de já ter percebido ruginhas e não estar, mas tão elástica quanto era. O fato é que varias vezes me pego reclamando da vida. Sabe aquela velha rabugenta que reclama do clima, do trabalho da casa e da dor ciático? Essa sou eu. 

Repare bem que há uma diferença entre comentar e reclamar. Comentar é simplesmente constatar o fato e pronto. Reclamar é demonstrar irritação e ficar falando daquilo por horas. A diferença aqui é que ficar reclamando é chato e, sinceramente, faz mal. É insuportável ter alguém do seu lado que só reclama. Pior ainda é ter alguém que reclama de tudo. 

Outro dia eu me peguei resmungando sobre um livro que estava lendo. Eu reclamava com meu namorado irada por que o livro é superficial. E nessas horas você percebe a reação da outra pessoa e toca que está sendo chata. Quando a situação começa a ficar a constante é hora de fazer alguma coisa.

Muitas vezes reclamamos por que algo nos incomoda, mas nesse caso só há 3 opções: 

1. Faça alguma coisa a respeito. 
Não há nada pior que alguém que, por exemplo, é gorda, não gosta desse fato e só fica reclamando de como acha isso ruim e por que não consegue ser magra que nem outras. Reclamar é fácil, mas se você não tirar a sua bundinha da cadeira e procurar fazer alguma coisa a respeito. Até mesmo procurar ajuda já é fazer alguma coisa. No meu caso era só parar de ler o livro. 

2. Aceite que não tem nada que possa ser feito. 
Na vida as vezes a gente tem muita dificuldade de aceitar as coisas simplesmente como elas são. Tem coisas que simplesmente não podem ser mudadas. Como diz a minha mãe: o que não tem remédio, remediado está. Não tinha nada que eu pudesse fazer para mudar o livro, ele era superficial e fim de papo. 

3. Ter paciência para esperar a hora certa das coisas acontecerem. 
Se você já fez alguma coisa a respeito daquilo que te incomoda e ainda não resolveu, ou você precisa mudar de abordagem ou apenas esperar. Confesso que é um desafio danado saber distinguir as duas situações, por isso é preciso analisar bem a situação e se perguntar: Você já fez tudo que podia fazer? 

Resmungar não traz nada de positivo e só afasta as pessoas a sua volta, então quando você se irritar com algo analise se realmente vale a pena ficar bradando sobre aquilo. Resolve alguma coisa ou só faz você ficar stressado? Lembre-se: stress dá rugas e creme anti-rugas é caro que só. Sua carteira agradece.

O legal de estar escrevendo este post é mostrar a importância da auto-análise, é mostrar que ninguém é perfeito e que todos temos defeitos, mas que podemos ser capazes de percebê-los, mudá-los e sermos mais felizes.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...