2 de abr de 2014

Qual a função dos pais?

Imagem de Pascal Campion

Desde a época em que eu fazia mais assiduamente a minha série de vídeos "Vamos pensar?", no meu canal do Youtube, está rabiscado no meu caderno de idéias o tema "Qual a função dos pais". Sempre pensei em como abordar o assunto em vídeo mas resolvi fazê-lo por aqui depois de ler o livro "A lição final" (falo um pouco dele aqui). Assim, resolvi fazer a série "O que aprendi com __" para mostrar as coisas legais que tirei das minhas leituras.

No livro do autor Randy Pausch que mencionei acima, ele tenta passar as várias lições que aprendeu durante sua vida e acho que esse trecho resumiu muito bem tudo que acredito sobre ser pai/mãe.


"Em minha opinião a função dos pais é encorajar os filhos a desenvolverem a alegria de viver e uma grande necessidade de seguirem os próprios sonhos. O máximo que podemos fazer é ajudá-los a criarem um conjunto de ferramentas pessoais para essa tarefa".

Na minha cabeça ter um filho divide a vida da pessoa em dois estágios: guia e suporte. Até certo tempo na vida os pais são guias e ensinam pras crianças o que é o mundo e como ele funciona. Mas chega um momento que eles tem que deixar o filho aprender com suas próprias experiências e com seus erros. Aí entra a parte de suporte, pois a emerge o aconselhamento, as broncas e o apoio, mas permitindo que seja ele mesmo e tome suas próprias decisões. 

Na fase de guia faça algo muito importante: conheça seu filho. Você tem que perceber durante o aprendizado como ele se comporta, o que ele acha do mundo, quem ele é e que o faz feliz, e não quem você gostaria que ele fosse. Afinal você vai sempre acabar colocando um pouco dos anseios e desejos que você tinha para você, mas os filhos são pessoas com anseios e desejos próprios, então conheça seu filho, se orgulhe e apoie quem ele é.

Permita que seu filho erre. Não sei qual o grande trauma dos pais em não deixar que os filho quebrarem a cara. Talvez por que não entenda por que não sou mãe, mas como filha eu posso afirmar que as vezes a gente precisa disso pra crescer. O mundo não termina quando a gente comete um erro, ele pode ficar muito ruim, mas SEMPRE podemos começar de novo e nada melhor que ter um suporte. Não é a melhor decisão, aconselhe. Acha que ele fez merda, dê bronca. Está vendo que ele quer fazer melhor, apoie. Só não exija que seu filho seja assim ou assado, por que ele só vai ser o que  e quando ELE realmente quiser ser. 

Os pais algumas vezes acabam vendo os filhos através do que eles mesmos viveram. Ele não quer que os filhos cometam os mesmos erros, ele quer que o filho seja melhor do que ele foi, que vá mais longe, quer isso quer aquilo. Nossa! É muita expectativa num ser humano que não viveu nem metade do eles viveram. Eu sei que não é tão simples não colocar expectativas, mas vale a pena sempre se policiar e quando se pegar fazendo, você tem que lembrar que você tem que impulsionar o seu filho a ser o melhor que ele pode ser, não importa o que ele seja.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...