4 de jul de 2014

Dicas para poupar



Muitas coisas na vida podem ser resolvidas com dinheiro, então é sempre bom tê-lo. Por isso poupar é sempre uma boa ideia. Eu sou uma pessoa que não gosto de ser pega desprevenida, gosto de antever as possibilidades e estar sempre preparada, seja para imprevistos ou simplesmente para atingir minhas metas e objetivos. Por isso, resolvi compartilhar como eu me organizo para tentar sempre guardar um dinheirinho no fim do mês. 

Para começar você tem que gastar menos do que ganha. Afinal se não sobrar dinheiro, não tem como guardar. Se sua receita está a conta das despesas, você tem que começar a cortar gastos. 

Algo que eu gosto de fazer é fingir que ganho menos do que realmente ganho. Eu baseio meus gastos num valor menor do que o meu salário e tento passar o mês só com aquele valor. Esse é um bom exercício para saber o que realmente é essencial na sua vida, pois muitas vezes gastamos com coisas que não fazem tanta falta, mas já estamos tão acostumados que nem percebemos que elas são dispensáveis. Vale a pena lembrar que essa dica só vai funcionar se você passar a acreditar que só tem o valor estipulado para gastar. Se a gente ficar pensando que se o dinheiro não der tem mais guardado, a gente se sente tão confortável que acaba gastando do mesmo jeito. 

É importante pensar na motivação para poupar. Existem 2 tipos de motivações: com finalidade e sem finalidade. Poupar com finalidade é determinar um destino para o dinheiro que você está guardando. Quero comprar um notebook, quero viajar, ou até mesmo sei que no mês de março eu tenho mais despesas do que o meu dinheiro dá conta. São razões que levam a fazer um reserva, muitas vezes com valores definidos. 

Poupar sem finalidade não quer dizer que você não tem uma razão para poupar. Essa razão apenas ainda não está definida. Aqui você está se preparando para os imprevistos e possibilidades. Se o carro quebrar, se eu for demitido, se a pia da cozinha começar a vazar ou até mesmo se eu resolver comprar um carro no futuro. São coisas que você não sabe se de fato vão acontecer. 

Depois que você já sabe o que te motiva a poupar é bom pensar como você vai começar. Se você poupa com finalidade, você pode determinar metas e prazos. Para isso você tem que analisar as variáveis: quando você quer comprar e quanto você pode guardar. Quero comprar meu notebook daqui a três meses, então eu preciso guardar x por mês. Ou, eu posso guardar x por mês, então só vou conseguir comprar o notebook no mês y. Se você poupa sem finalidade, você tem que analisar o quanto você pode guardar por mês. De início você não precisa guardar valores altos, comece com quanto você conseguir e se empenhe para ir aumento progressivamente. 

No meu caso eu estipulo um valor fixo para guardar todo mês. Eu adiciono como se fosse um gasto fixo, mas tecnicamente ele é um investimento. Por isso, nos meses que eu tenho mais gastos, eu tento reduzir as despesas, para conseguir manter o valor. Fazer assim me proporciona disciplina, por que se eu não tiver um valor determinado eu sei que vou acabar poupando menos do que de fato eu podia. Mas não necessariamente você precisa fazer assim. Você pode reservar valores variados de acordo com a sua disponibilidade, se isso der certo pra você. O importante de fato é sempre poupar.

Esse texto foi publicado originalmente no SamSamySam: Dicas para poupar

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...