15 de out de 2015

Sobre pessoas e celulares

Eu vejo as pessoas falando que o celular está separando as pessoas, que elas não se comunicam mais e só ficam no celular. Acho esse povo um pouco chato. Eu explico. 

Com a internet e a tecnologia de hoje muita informação é passada ao mesmo tempo, mas não só isso, você pode fazer muita coisa ao mesmo tempo, estar em muito lugares ao mesmo tempo e com muitas pessoas ao mesmo tempo. Mas a verdade é que apesar desse multitask ser bem sedutor, muitas vezes é uma escolha da pessoa.

Uma vez eu fui numa festa com minha mãe e a festa não tinha nada haver comigo. Só tinha gente mais velha, com um papo de filhos e tudo mais e tocando músicas que eu não curto. Era difícil até me entrosar e eu tinha nas minhas mãos a possibilidade fazer algo mais divertido com meu celular. Não pensei duas vezes, comecei a futucar o aparelho. Algum tempo depois umas das senhoras da festa começou a comentar, meio que numa indireta bem direta, como os jovens só queriam saber de ficar no celular. Aquilo me incomodou no início, mas nem me dei ao trabalho de argumentar nada. 

A verdade é que eu escolhi usar o celular naquele momento, ao invés de socializar. Eu não tinha papo com aquelas pessoas e nem ânimo de ouvir o que elas diziam. Foi um escolha consciente e não mal perpetrado pelo nefasto aparelho celular. Fiquei pensando: se eu não tivesse celular naquele momento, o que eu faria? Faria aquilo que sempre fiz desde a época que nem tinha celular: viajaria nas ideias da minha mente. Quando eu era mais nova e estava numa situação que pra mim era tediosa, eu conseguia me teletransportar para outros mundos. Eu juro que se me perguntassem se havia passado um elefante pintado de vermelho na minha frente eu não saberia responder.

O fato é que tem situações em que a gente quer se isolar mesmo, o celular é só uma desculpa. Isso é saudável? Depende muito da situação. Acredite, pode ser saudável sim. A diferença é que estar com um aparelhinho na mão chama muito mais atenção do que estar parado olhando ao redor. A gente percebe bem mais quando uma pessoa está interagindo ou não.

Entre as minhas digitadas no celular percebi que a senhora da indireta nem sabia os nomes das funções e programas do celular. Provavelmente nem sabia mexer no aparelho, por que se soubesse acho que ela também estaria mexendo no celular. E no final das contas, se faria tanta diferença para ela estar interagindo ou não ela poderia simplesmente iniciar uma conversa.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...