28 de dez de 2015

Praças são péssimas, a primeira pedalada

Na minha primeira saída oficial para pedalar (que não foi o dia que comprei, apesar de ter ido para casa pedalando) eu passei protetor solar, coloquei meu capacete, óculos de sol, tênis, peguei uma garrafa d'água e um celular velho (pra poder usar o app strava, poder ligar pra casa se algo acontecesse e saber a hora de voltar pra casa, pois estava esperando visita) e as chaves de casa.

Tive a primeira dificuldade logo que bati a porta de casa: ladeiras por todos os lados. Esta será um situação muito comum em Salvador, então tenho que me acostumar. Me resignei e subi a ladeira empurrando a bike, afinal era o primeiro dia e como já estava medicamente comprovado que meu condicionamento não é dos melhores (leia sobre minha ida no médico nesse post aqui). Então, resolvi pegar leve e ir com calma (o que são a mesma coisa, tá Samy). Tenho que me acostumar com a bike primeiro, aprender a mexer nas marchas e sentir a danada. Subi a ladeira, mas não me senti confortável em andar no meio da rua, leia-se estava me cagando com os carros passando. Resolvi ir para uma praça próxima e fui caminhando pela calçada empurrando a bike até chegar na praça.

A segunda coisa que descobri é que praças são péssimas, por que tem pessoas. Pessoas são seres engraçados, existem duas vias na praça em que uma delas tem uma placa com o desenho de uma bicicleta. Em qual as pessoas preferem andar? Nas duas. Confesso que fiquei com vergonha de ficar buzinando para elas saírem da frente na via de bicicleta e tive que ficar parando ou mudando de faixa pra desviar desses seres tão engraçadinhos.

A praça não estava tão cheia, eram 10h da manhã e o sol estava bem forte. Fiquei feliz por não ter tanta gente na praça, mas suei litros e isso tem me feito repensar o horário das minhas saídas. O ruim de fazer exercício é esse: suar. Eu acho que não faz muito sentido fazer exercício sem suar, mas também não acho que faz muito sentido você voluntariamente querer ficar pegajosa e fedida. Suar é chato.

Percebi que meu óculos de sol são péssimo para pedalar. Com suor eles ficam escorregando e eu praticamente fico pedalando cega.

Depois de dar uma volta a visita chegou e tive voltar pra casa. Resolvi pegar um atalho e subi uma escada de bicicleta. Não montada, que ainda não tenho pernas capazes disso (não sei nem isso é possível para falar a verdade). Carregando a bicicleta. Descobri que ainda não tenho braços para isso, mas depois de algum esforço consegui. Cheguei em casa sã e salva e lindamente suada.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...