18 de jan de 2016

A buzina, sexta pedalada


Domingo é dia de pedalar na rua fechada e lá fui eu. Lembra quando eu falei que tinha vergonha de buzinar? (Para entender do que estou falando, leia este post aqui) Essa vergonha se foi para todo o sempre. Hoje durante o percurso até  a rua fechada eu buzinei até para formiga que passou do meu lado. A buzina é sininho tão fofinho que dá vontade de só ficar tocando a danada ao invés de pedalar.

Faz algum tempo venho tentando entender como funciona o retrovisor da bike. Eu olho e mudo de posição e tudo que consigo ver é o céu e meu ombro. Hoje fiquei testando posições e acho que finalmente entendi como ele funciona. Se eu  abaixar um pouco o tronco e levantar os cotovelos eu consigo ver alguma coisa atrás de mim. Não é perfeito, mas dá uma ajuda pra ver se vem vindo bus na pista.

Gente, a vida é muito mais linda com o pezinho de descanso da bike. É muito mais fácil parar a bike, seja para beber água, tirar uma foto ou simplesmente descansar. Até pra guardar em casa ele facilitou a vida. Apesar do trabalho infinito que deu pra botar ele, não me arrependo nem do corte que tive na minha mãe.

Hoje filmei de novo. Não filmei o percurso até à rua fechada, mas capturei toda volta que dei na avenida. Ainda não sei o que vou fazer com essas imagens, mas vou pensar em alguma coisa. Aceito sugestões.

P.s.: A gente finge que pedala assim de cabelo solto como está na foto. Só finge mesmo.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...