16 de jul de 2016

O bebedouro, a primeira saga.

No primeiro dia que comecei a academia o instrutor fez um ficha minha com perguntas básicas como por exemplo se eu já tinha malhado antes. Dentre as perguntas uma delas era se eu fazia alguma dieta e prontamente eu respondi que não. O instrutor logo me indagou o porquê não fazia, já que segundo ele 80% do resultado da academia vinha com uma boa alimentação. A minha mente gorda prontamente respondeu que resolvi fazer academia para poder comer tudo livremente e sem culpa.

- Tudo tudo? - perguntou ele.
- Tudo tudo! - confirmei eu. 

Não quero ficar sarada, gostosona, panicat, estou muito feliz com o meu corpo. Só quero ter uma atividade física para não ficar morrendo depois de subir as escadas da academia.

Depois, ele fez minha série e lá fui eu para os equipamentos. Comecei com uma caminhada na esteira para aquecer. Fiquei me sentindo muito chic por que a esteira tem tv, mas logo cheguei à conclusão que não faria diferença nenhuma por que às 6 da manhã só tem jormal passando e ninguém quer malhar vendo que roubaram uma carga de arroz (ou talvez você possa fingir que está fugindo dos ladrões e correr como se não houvesse amanhã na esteira).

A instrutora que fica no andar das esteira me explicou como ela funcionava e me falou para eu começar com uma velocidade que fosse confortável para mim. Ela ligou o aparelho e foi aumentando a velocidade e disse para eu falar quando estivesse bom. Logo me lembrei do dia que quase morri no teste ergométrico e mandei ela parar em 2,5. Ela me olhou com cara de "Sério, só isso?" mas era meu primeiro dia, então preferi ir calma, MUITA calma.

Mesmo com um pessoal correndo pra danar no meu lado e eu no passo da tartaruga tudo que eu consegui notar foi o bebedouro. Primeiro por que eu não tinha certeza se aquele treco era um bebedouro e segundo por que cheguei a conclusão de que era melhor eu ficar ligada em como as pessoas estavam usando aquilo ou as chances de eu pagar um mico gigantesco não seriam pequenas.

Após a esteira desci para o segundo andar e fui apresentada a muitos termos como abdutor, adutor, flexor, foi muita informação e quando acabou eu não seria capaz de repetir nenhuma delas. O primeiro exercício foi de pernas. Você tinha que puxar as barras com as pernas e depois voltar. Comecei lindamente e logo ouvi POW!l Eu havia largado a barra de vez e os pesos colidiram ecoando um estrondoso barulho por toda academia. Tá nem tanto, mas o instrutor não fez uma cara feliz e me explicou que eu tenho que voltar devagarzinho para a posição inicial.
Primeira lição: Nunca deixe os pesos baterem. 

Meu treino consiste em 3 séries de 12 fazendo 7 exercícios em 6 equipamentos diferentes (+ abdominal). Na primeira série de 12 você pensa "Ah tá de boas isso aqui" e manda aumentar o peso. E você vai entender mais pra frente que esse foi o primeiro erro que eu cometi nessa vida de academia.

Tudo era novidade, logo tudo havia que ser registrado, mas rapidamente percebi que é difícil fazer abdominais enquanto se faz snapchat.

Chegando em casa minha mãe me pergunta:

 - E aí filha. muitos gatinhos na academia?
- Não sei, só consegui prestar atenção no bebedouro. - respondi eu.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...